Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

HISTORIAR N

«Para suportar a sua própria história, cada um acrescenta-lhe um pouco de lenda.» Marcel Jouhandeau

HISTORIAR N

«Para suportar a sua própria história, cada um acrescenta-lhe um pouco de lenda.» Marcel Jouhandeau

OS BANHOS ROMANOS

Só da abundância nasce o ócio. E abundância era coisa que não faltava ao Império. Satisfeitas as necessidades dos cidadãos, muito à custa da pilhagem dos recursos das regiões conquistadas e da escravização em massa dos vencidos. era agora preciso entretê-los e tratar- lhes da saúde." Mens sana in corpore sanum ", mente sã em corpo são, era a palavra de ordem. Banhos públicos, saunas, termas e ginásios tratavam dos assuntos do corpo depois dos templos e das cerimónias religiosas terem pacificado os espíritos.

Ir às termas era no mínimo uma experiência arrepiante. Depois de passarem pelo frigidarum ( piscina de água fria, ) os frequentadores passavam pelo tepidarum e depois pelo caldarum onde a temperatura da água atingia o ponto mais alto . Finalmente regressavam ao frigidarum de onde saíam com os cabelos em pé , mas rejuvenescidos. Pelo menos com forças para mais uma noitada...