Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

HISTORIAR N

«Para suportar a sua própria história, cada um acrescenta-lhe um pouco de lenda.» Marcel Jouhandeau

HISTORIAR N

«Para suportar a sua própria história, cada um acrescenta-lhe um pouco de lenda.» Marcel Jouhandeau

EFEMÉRIDE

  

No dia 11 de Setembro de 2001, deu-se o ataque terrorista às Torres Gémeas do World Trade Center de Nova Iorque e ao Pentágono em Washington, que provocou cerca de 3000 mortos, mais um mal incalculável em toda a humanidade.

 De repente, o Mal e o Horror absolutos entravam-nos, casa  dentro, e o que víamos incrédulos era o inferno, o desepero e a mais completa devastação. Pela primeira vez, a América fora atacada no seu próprio solo, e pior que isso, tinha-se mostrado vulnerável.

Sabíamos todos, perante a enormidade da coisa, que os tempos iriam mudar, e  nada nos dizia, que para melhor. Tínhamos razão...

A amplitude desta tragédia e a sua proximidade fazem-nos, por vezes, esquecer que este foi também o dia, do já longínquo ano de 73, em que o algoz Pinochet derrubou pela força e assassinou com o assentimento do governo norte-americano mais a inestimável ajuda da CIA, o presidente Salvador Allende. Um homem eleito democraticamente pelo seu povo para governar o país.

Pinochet " o amigo americano " com os seus impenetráveis óculos de mafioso e bigode à Hitler, fez rapidamente jus às suas influências: transformou campos de futebol em campos de concentração e, enquanto esteve no poder, torturou, matou ou,  simplesmente, fez desaparecer muitos milhares de chilenos.

Mas para os americanos e para as ditaduras militares instaladas à volta do território chileno, o medo de uma nova Cuba valia qualquer princípio...e assim se fez o acordo, com a consequente matança, perante o silêncio embaraçado e cúmplice das democracias europeias que, no ano seguinte, tremeriam uma vez mais, no dia 25 de Abril.

Agora era um perférico país europeu, mais um semi protectorado que outra coisa, a fonte dos novos problemas. 

 Mas essa é já outra história. É uma história, para já, muito mal contada pela História, pelo menos, para quem viveu ou presenciou os acontecimentos...Ah, já agora o grito que nesses tempos ecoava por portugal inteiro " O Povo Unido Jamais Será Vencido " que quase todos consideram nosso, era de facto a uma homenagem às mesmas palavras usadas meses antes pelo povo chileno que lutava pela sua liberdade.